formats

Desencontros no registro da morte do funcionário da Ramarim.

Publicado em 16 de janeiro de 2017, por em Policia.

A noticia da morte do funcionário da Industria de Calçados Ramarim do Nordeste, identificado apenas como Valter cujo apelido era “Gaiola”, teve alguns desencontros. Cauteloso o repórter Dell Santos da Jequié FM dentro do programa Ari Moura Comunicando relatou o fato ás 12 horas e 40 minutos, 20 minutos após ter acontecido como ele tomou conhecimento. Que dois elementos teriam chegado em um veiculo (não foi especificado se tinha sido moto ou carro), fez os disparos contra a vitima que se encontrava na empresa (também não foi registrado se foi dentro ou fora). Tendo a vitima morrido no local. Posteriormente através whatsapp a reportagem deste blog tomou conhecimento que teria sido do lado de fora onde normalmente alguns funcionários almoçam e aproveitam para descansar. A vitima estaria em companhia da esposa que também trabalha na mesma empresa e teria sido atingida em um dos braços por um dos disparos de arma de fogo. Seria muita ousadia dos dois elementos adentrar a empresa Ramarim fazer os disparos e sair normalmente. Quem tem necessidade de tratar de algum assunto nesta empresa sabe das exigências que se tem na portaria mesmo sendo bastante conhecido como sempre acontece por exemplo com o jornalista Ari Moura que muitas vezes tem que esperar autorização para entrar. Se realmente o fato foi dentro da empresa tem que chamar a responsabilidade da direção e automaticamente do funcionário responsável que deixou os elemento entrar e sair sem nenhum problema. Até o fechamento desta matéria as 21 horas e 41 minutos de segunda-feira (16.01.) não se tinha nenhuma pista dos autores de mais um crime em Jequié.Morte na RamarimEsposa abraça a vitima tendo os colegas em volta. (Foto Whatsapp)BANNER LEITE SOL

formats

Tranquilidade marca o Vestibular.

Publicado em 16 de janeiro de 2017, por em Informações.

Depois de dois dias de provas, chega ao fim o Vestibular Uesb 2017. De acordo com a Comissão Permanente do Vestibular (Copeve), o exame, mais uma vez, ocorreu dentro da normalidade e apresentou um baixo índice de ocorrências. Para a maioria dos vestibulandos, o processo seletivo também foi tranquilo, principalmente, por causa da diminuição de dias de provas e também do número de questões, novidade que causou maior expectativa e gerou muitos comentários entre os candidatos. “Eu aprovei a mudança. Com a prova em dois dias, a gente fica menos ansiosa e tem mais tranquilidade para responder as questões”, afirmou Anna Carol, que concorre a uma vaga no curso de Enfermagem. Natália Borges, que busca ingressar no curso de Medicina, também aprovou a alteração. “Eu achei muito interessante a mudança e gostei muito do novo modelo das provas, pois apresentaram um bom nível, baseado nos assuntos que vimos no Ensino Médio”, ressaltou. Os candidatos também comentaram bastante o tema da Redação. Nas redes sociais oficiais da Universidade, muitos afirmaram ter gostado da temática preconceito, por ser um assunto tão relevante para a sociedade. “Arrasaram no tema! Muito necessário para o cenário que estamos vivendo!”, comentou uma internauta.

Neste ano, mais de quatro mil candidatos deixaram de fazer a prova. Para a administração da Uesb, o alto índice já era esperado, visto que as datas do Vestibular foram alteradas um mês antes da realização das provas devido à coincidência com o segundo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Normalmente, analisando o nosso histórico, temos uma média de desistência de 10 a 15%. Nesse caso específico, o número foi maior devido à mudança das datas, que não foi um desejo da Universidade, mas que foi necessária. Já sabíamos que isso causaria um impacto para o índice de desistência dos vestibulandos”, analisou a pró-reitora de Graduação, professora Talamira Taíta Rodrigues. Segundo a pró-reitora, outro fator que contribui para o aumento do número é o fato de muitos candidatos já terem sido aprovados em outros exames que aconteceram antes do Vestibular da Uesb. “A aprovação em outras instituições provoca, naturalmente, a desistência, principalmente, se o aluno passa em uma universidade na cidade onde mora. Além disso, a participação em um novo processo exige mais esforços, seja psicologicamente ou financeiramente”, completou a pró-reitora. O professor Paulo Roberto Pinto Santos, reitor da Uesb, avaliou positivamente mais essa edição do processo de ingresso aos cursos de graduação da Universidade. Para ele, o Vestibular é um dos momentos mais importantes da Instituição, pois marca o início da preparação da Universidade para receber novos alunos. “São sempre bem-vindos novos estudantes à nossa Instituição, por isso a relevância do Vestibular. Nossa equipe, com a experiência acumulada, já está preparada para a chegada de novos discentes”, destaca o reitor. (Assessoria de Imprensa da UESB)Vestibular UESB em JequiéVestibular-2017-215x120Coletivamente ou o casal todos gostaram do vestibular 2017. (Foto Divulgação)banner A FOLHA

formats

Semana começa com indecisões.

Publicado em 15 de janeiro de 2017, por em Politica.

A terceira semana da administração do prefeito de Jequié Sergio da Gameleira começa com uma serie de indecisões e com duvidas quanto atitudes tomadas nas duas semanas anteriores. Primeiro a criação da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública-COSIP, objetivando o estabelecimento dos recursos necessários ao custeio e manutenção da iluminação pública na cidade. O presidente da Câmara Municipal de Jequié vereador Tinho de Valdeck devolveu o projeto de Lei alegando falta de documentos necessários resta saber o que assessoria do prefeito irá providenciar agora. Sobre orientação de algum secretário e assessores o prefeito de Jequié Sergio da Gameleira autorizou a retiradas dos vendedores ambulantes das ruas do centro comercial da cidade. Logo surgiram reações de todos os lados principalmente dos próprios vendedores que alegam o trabalho como forma de sobrevivência, teria o prefeito sido mal assessorado quando autorizou esta medida? Os pagamentos que estão sendo anunciados quando realmente serão pagos? Tudo isso para o prefeito de Jequié Sergio da Gameleira descascar nessa terceira semana do primeiro ano do seu mandato.Sergio-da-Gameleira-na-radio-1024x768Prefeito de Jequié Sergio da Gameleira no programa Ari Moura Comunicando na Jequié FM. (Foto Agência AM)banner ari moura comunicando

formats

Maior rebelião em presídio na história do RN termina com 27 mortos.

Publicado em 15 de janeiro de 2017, por em Segurança.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte confirmou a morte de 27 detentos na rebelião que começou na tarde de sábado e terminou na manhã de domingo (15.01.) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nisia Floresta, na região metropolitana de Natal. Outros nove detentos ficaram feridos. Trata-se da maior rebelião em número de mortos da história do Estado. Inicialmente, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), órgão responsável pelo sistema carcerário no Rio Grande do Norte, divulgou um relatório oficial indicando a morte de dez presos depois de a Polícia Militar ter entrado pacificamente na prisão para reassumir o controle do local após mais de 14 horas de rebelião. A própria Sejuc elevou o número de mortos para 15 posteriormente, mas em vídeos feitos pelos próprios presos que começaram a circular pelo aplicativo WhatsApp era possível contabilizar até 20 corpos. O diretor do Instituto Técnico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep), Marcos Brandão, disse que disponibilizou 300 bolsas mortuárias e um contêiner frigorífico para receber os corpos dos detentos caso o número siga aumentando. Existem relatos que muitos dos mortos foram lançados em fossas do complexo penitenciário. A entrada da polícia começou de maneira gradual desde a noite de sábado, primeiro na parte externa e depois nos pátios e pavilhões do complexo penitenciário, o maior do Rio Grande do Norte.14jan2016---presos-da-penitenciaria-estadual-de-alcacuz-na-regiao-metropolitana-de-natal-rn-fazem-rebeliao-1484476007668_615x300Presos do pavilhão 5 invadiram o pavilhão 4 para matar rivais. (Foto Whatssap)BANNER LEITE SOL

formats

UESB dá início ao Vestibular 2017

Publicado em 15 de janeiro de 2017, por em Geral.

Na busca por uma vaga em uma universidade pública, aproximadamente 18 mil candidatos participam do Vestibular 2017 da Uesb, que teve início neste domingo, 15. Marcado por muita ansiedade e expectativa, esse é um momento bastante especial para os vestibulandos, pois é quando eles têm a oportunidade efetiva de alcançarem o sonho de ingressar no ensino superior. “Espero que seja uma prova boa e tranquila, porque me preparei bastante”, afirmou Amanda Silva Vilas-Boas, que tenta uma vaga no curso de Medicina. Já para Ellen Franciny, que concorre a uma vaga para o curso de Fisioterapia, a ansiedade está sendo maior devido às mudanças que ocorreram no processo seletivo. “Estou muito ansiosa, na expectativa de como vai ser a prova, já que é a primeira vez em que a Uesb está adotando esse novo formato”, comentou. Neste ano, o Vestibular da Universidade conta com algumas novidades. O processo seletivo, que anteriormente acontecia em três dias, agora passa a ser realizado em dois. De acordo com a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), a alteração se fez necessária para a Uesb ficar em consonância com algumas tendências de seleções em âmbito nacional. “Outro objetivo é diminuir aquela tensão que existe nos três dias, tanto para a Instituição, que tem como preocupação maior a segurança do processo como um todo, quanto ao aspecto pedagógico, já que houve uma diminuição do tempo de provas, bem como de número de questões”, destaca a pró-reitora de Graduação, professora Talamira Taíta Rodrigues. Para muitos dos candidatos, a mudança foi positiva. “Esse novo formato é menos cansativo e mais prático. A diminuição dos dias de provas foi muito bom, porque o desgaste e o estresse com o Vestibular também diminuem”, ressaltou Paulo César Dias, que tenta ingressar no curso de Ciências Biológicas. Além disso, ainda segundo a pró-reitora, a mudança traz benefício econômico para muitas famílias, visto que grande parte dos candidatos que tentam ingressar na Uesb é oriunda de outras cidades e, até mesmo, de outros estados: “Sabemos que ficar três dias na cidade onde acontecem as provas gera um custo alto para as famílias. Por isso, a mudança já era algo requerido pela comunidade”. As 1.186 vagas ofertadas pela Instituição no Vestibular 2017 estão sendo disputadas por 17.795 candidatos, o maior número de inscritos dos últimos dez anos. Para o reitor da Uesb, professor Paulo Roberto Pinto Santos, a grande procura pelos cursos da Universidade é uma consequência da experiência e credibilidade adquiridas ao longo dos seus mais de 35 anos de história.  “Esse é um reflexo de um trabalho coletivo da nossa Universidade, pois quando se trabalha para ter uma Instituição reconhecida e de qualidade, isso faz com que a Universidade seja atrativa e desperte em estudantes do Brasil inteiro o desejo de realizar sua formação acadêmica dentro da nossa Instituição”.UESB vestibularEstudantes momentos antes de abrir os portões para as provas do vestibular em Vitoria da Conquista. (Foto Divulgação)banner brascont

formats

A V I S O

Publicado em 15 de janeiro de 2017, por em Informações.

A primeira edição de A FOLHA de 2017 deverá circular na próxima segunda-feira (16.01.) trazendo muitas noticias e reportagens. Em 2016 o jornal conseguiu mais uma vez conquistar o primeiro lugar entre os periódicos da região chegando agora em janeiro de 2017 aos seus 17 anos de existência com muita determinação e imparcialidade contando com o apoio de vários verdadeiros parceiros a quem a direção agradece. Um município importante como Jequié não pode deixar de ter um jornal que conte a sua história para ser lido no futuro pelas próximas gerações o proposito de A FOLHA é ajudar construir o futuro de toda essa região.banner A FOLHA

formats

A SEMANA

Publicado em 15 de janeiro de 2017, por em Ari Moura.

Estamos no primeiro mês do ano de 2017-Janeiro, uma desconfiança paira sobre a população de Jequié, escrevo isso porque já foram várias as pessoas que me perguntaram: “Será que o prefeito Sergio da Gameleira vai fazer alguma coisa? Acredito que esta desconfiança vem das péssimas administrações que aconteceram nos últimos 20 anos no município de Jequié, quem se dar ao trabalho de ler jornais, revistas, escutam rádios e assistem televisão e agora com a moderna comunicação do celular conhecem a verdadeira história de Jequié. Foram muitos os desmandos que fizeram com o município de Jequié é um crime inafiançável os responsáveis era para está na cadeia. Confesso a vocês quando vejo as coisas acontecerem hoje vem logo na minha lembrança o passado recente da história de Jequié, os desmandos foram muitos os responsáveis só se preocuparam no seu bem estar nem mesmo de familiares e amigos mais próximos um verdadeiro egoismo. Fizeram tudo errado prejudicando o desenvolvimento do município, que vem perdendo espaços para outros na Bahia uma vergonha o que fizeram com Jequié. Li no sábado uma matéria sobre a historia de Jequié e lá estava um presidente da Assembleia Legislativa da Bahia que transferiu a capital do estado para Jequié tendo como represália um “bombardeio” de Salvador por parte do Governo Federal. Agora faço um comparativo meio esdruxulo mas que tem um certo sentido, o município está de prefeito novo querendo trabalhar e arrumar não se pode ainda dizer se ele esta ou não agindo certo com as primeiras medidas. Então eu pergunto: porque os dois deputados federais não se juntam para buscar recursos e projetos que possam ajudar Jequié a sair dessa situação em que se encontra? Cruzar os braços e esperar que as coisas aconteçam é a mesma coisa que bombardear o município deixar que seu povo morra sem assistência na saúde, que a segurança pública continue sofrendo sem as condições ideais para dar tranquilidade a população sobrevivendo graças ao empenho dos militares e civis que trabalham no 19º BPM, CIPE e na 9ª Corpin. Se um deputado quer que o governo do prefeito Sergio da Gameleira não dê certo e o outro fica querendo indicar secretário de agricultura que não tem nada a ver com o setor. Afirmo sem medo de errar, estamos caminhando para outro fracasso, assim vai ficar difícil arrumar as coisas em Jequié. E a justiça por onde anda, vocês viram por ai o Ministério Público Estadual e Federal? Cadê os juízes que chegaram para Jequié? Quero continuar otimista, se eu não alcançar mais que meus filhos, netos e bisnetos cheguem a ver Jequié como uma capital de verdade sem precisar que o presidente da ALB escolha para não ter bombardeios. As medidas que o prefeito até agora está tomando são duras mas precisam para organizar a cidade que os deputados federais e também estaduais trabalhem para buscar empregos para o povo que tem que vender umbu no meio da rua. Tenham todos uma ótima semana e muita saúde…banner A FOLHA

formats

PM divulga resultado das vagas para colégios e creche da Corporação.

Publicado em 14 de janeiro de 2017, por em Informações.

A Polícia Militar do Estado da Bahia sorteou na manhã de sexta-feira (13.01.) as 2.147 vagas para as 13 unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM) e para a Creche Nossa Senhora das Graças. O sorteio eletrônico aconteceu no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, acompanhado por pais ou responsáveis de candidatos inscritos, representantes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Procuradoria Geral do Estado, Defensoria Pública e associações de classe, no intuito de dar mais lisura ao processo. Antes do início do sorteio foi feita a apresentação do sistema, inclusive com simulação, a fim de demonstrar o funcionamento do processo. O resultado se encontra no site: www.pm.ba.gov.br/homepmbacpmsorteio.htmlAlunos-do-Colegio-da-Policia-Militar (1)Jornalista Ari Moura e diretor da NRE22 José Calais com alunos do Colégio da Policia Militar em Jequié. (Foto Agência AM)banner ari moura comunicando

formats

Em 13 anos, planeta perdeu quase 1 milhão km² em florestas naturais, indica estudo

Publicado em 14 de janeiro de 2017, por em Informações.

Um estudo publicado na sexta-feira (13) pela revista científica “Science Advances”, indica que o planeta perdeu  919 mil km² de florestas naturais entre os anos de 2000 e 2013, o equivalente a 7,2% da área total. O trabalho do professor de geografia da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, Peter Potapov, indica que 60% da redução aconteceu em áreas tropicais. O Brasil é um dos maiores responsáveis pelo desmatamento, com 157 mil km² de perda de ecossistema. O país aparece próximo de Rússia, com 179 mil km², e Canadá, com 142 mil km². Em 37% da área destruída, a causa do desmatamento é a extração de madeira. Em seguida aparece a expansão agrícola, com 27%, e a propagação dos incêndios florestais por causa da construção de infraestrutura, com 21%.

JEQUIÉ:

No município de Jequié o desmatamento aconteceu com muita evidencia por vários anos, tendo em sua área territorial 3.035,423 Km² mais de 40% de mata (1950). Hoje não existem dados oficiais mais acredita-se que menos de 30% ainda estão de pé porque além da mata existe a vegetação na mata de cipó e até na caatinga. Uma situação que tem influencia grande na temperatura do município que tem aumentado o calor e diminuído os períodos úmidos.FlorestalDistrito de Florestal fica na zona da mata no município de Jequié. (Foto Adevaldo Carneiro)ceep-2017-inscricao-sorteio-eletronico

formats

Capitão PM Augusto José assume 1ª Cia em Jequié

Publicado em 13 de janeiro de 2017, por em Policia.

Após cumprir determinação do comando do 19º Batalhão da Policia Militar com sede em Jequié através do comandante Ten/Cel Motta Lima para deixar o comando da 3ª Companhia Comunitária de Jaguaquara. O Cap/PM Augusto José assumiu o comando da 1ª Cia em Jequié responsável pelo policiamento ostensivo de todo o centro comercial. Uma tarega nada fácil porque mesmo sendo menor a sua abrangência em comparação a área de ação da companhia com sede em Jaguaquara que tinha uma área bem maior o centro comercial de Jequié passa por um momento difícil com ações de marginais principalmente com assaltos, roubos e furtos inclusive de veículos. O que vai exigir do Cap/PM Augusto José toda sua experiencia como oficial da PM para combater esses tipos de delitos. Já tendo passagem pelo 19º BPM e conhecendo bem os problemas de Jequié espera-se que o capitão possa diminuir as ações dos marginais. Cap PM Augusto JoséCap/PM Augusto José na sua despedida em Jaguaquara. (Foto marcosfrahn).banner brascont