Oposição diz que Rui repete promessas de viagens de Wagner a China e faz propaganda antes de engatilhar obra.

Deputados também criticam gestor por se apropriar de obras federais como a Fiol e Porto Sul

A viagem do governador Rui Costa (PT) à China e o anúncio de assinatura de um acordo para a execução da ponte Salvador – Itaparica é a repetição de promessas feitas pelo ex-governador Jaques Wagner (PT), durante viagens anteriores ao país, quando também anunciou investimentos em infraestrutura para a Bahia, até hoje não concretizados. Essa é a avaliação da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, que ao cumprir o papel de fiscalização do Executivo encaminhou um requerimento a Casa Civil, com pedidos de informações sobre a passagem do gestor ao país. O governador anuncia a ponte Salvador-Itaparica, como se o grupo chinês fosse começar amanhã a construção. A população da Bahia já está cansada de ver um governo de onze anos repetir as mesmas promessas. Todo ano que antecede as eleições, o governo volta a fazer o anúncio do equipamento. Em 2013, o ex-governador Wagner fez uma missão a China, de onde voltou afirmando que haviam investimentos consolidados para a Bahia. Até hoje os baianos esperam. Dessa vez assinaram um memorando de entendimento e já dão como certa a obra da ponte”, ironiza o líder Leur Lomanto Jr. (PMDB). O deputado Hildécio Meireles (PMDB) também questiona a falta de compromisso do governo petista no estado com as promessas feitas. “Infelizmente não se garante nada, pois assinaram apenas um memorando e anunciam como se a ponte já estivesse pronta”, disse em discurso. O parlamentar também criticou a apropriação do governo de Rui Costa aos projetos do governo federal, de instalação da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e do Porto Sul. Segundo ele, o gestor omite a competência da União para destravar essas obras, que ganharam aval positivo de grupos chineses.Deputados da oposição reunidos na Assembleia Legislativa em Salvador. (Foto Divulgação).

Deixe uma resposta