Números da violência na Bahia e Jequié são diferentes.

O município de Jequié deve fechar o ano de 2017 com um alto índice de criminalidade a exemplo do que vem  acontecendo nos últimos dias do ano com assassinatos. Transparecendo que estão querendo bater o recorde do ano anterior (2016) quando foram registrados mais de 90 assassinatos, a informações dando conta que passa de 85 mortes de 1º de janeiro até o dia 27 de dezembro deste ano quando foi registrado mais um assassinato e um segundo jovem ficou baleado no conjunto habitacional Beira Rio no Curral Novo na quarta-feira (27.12.). Mas as informações da policia não batem com a da população quando os registros não passa dos 80 homicídios e que houve uma diminuição da violência no município de Jequié. Leiam matéria abaixo de um encontro na capital do secretário da segurança pública com a imprensa;

Bahia reduz homicídios e aumenta  produtividade policial em 2017

O ano está quase acabando e, para muitos, é a hora ideal de avaliar estratégias, mensurar resultados e fazer planejamentos para o novo ciclo que se aproxima. Adotando esta prerrogativa, a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) apresentou à imprensa, na manhã desta quarta-feira (27), no Centro de Operações e Inteligência 2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, o balanço das estatísticas policiais de 2017. Segmento primordial para a preservação da ordem, garantia do bem-estar de baianos e turistas, e, conseqüente, progresso do estado, a Segurança Pública registrou, em 2017, números favoráveis nas diferentes ocorrências no território. “É um ano positivo, no que se refere às estatísticas criminais. Tivemos redução em quase todos os itens. Realizamos, inclusive, um trabalho de parceria com entidades como a Polícia Federal e secretarias de outros estados, resultando em prisões até fora da Bahia”, afirmou o secretário Maurício Barbosa. Redução nas taxas de homicídio (5,5%) e de roubos a instituições financeiras (7,8%), em todo o estado. Aproximadamente 30 mil mandados e prisões foram efetuadas. Mais de 16 toneladas de drogas e cinco mil armas apreendidas.  Na capital, foram registradas também queda no número de assaltos a ônibus (2,1%) e furtos e roubos de veículos (4,8% e 7,9%, respectivamente).

Secretário de Segurança Pública reuniu imprensa da capital para dizer que houve redução da violência na Bahia. (Foto Divulgação).  

Deixe uma resposta