Programa de radio faz avaliação do governo Sergio da Gameleira

O programa de radio da 93-FM A Semana em Revista que foi ao ar no sábado (30.12.) pela manhã sobre a direção e apresentação do dublê de jornalista e deputado estadual Euclides Fernandes. Abordou os assuntos retrospectiva de 2017 e perspectivas para 2018 tendo como convidados o jornalista Ari Moura (editor A Folha), radialistas Marcio Lima (93-FM), Marcos Cangussú (104 FM), Sergio Monteiro (Radio Povo) e Antonio Júnior (Jornal de Jequié). Na retrospectiva de 2017 os participantes do debate se fixaram na administração do prefeito de Jequié Sergio da Gameleira onde foram unanimes em afirmar que o município não saiu do lugar que nenhuma obra importante foi realizada nos 12 meses do ano. E chegou a ser comparado administração desastrosa da prefeita Tânia Brito o jornalista Ari Moura citou a questão financeira que foi um ponto critico da administração onde aconteceram atrasos nos pagamentos de salários dos terceirizados, prestadores de serviços, locação de veículos, fornecedores e atrasos constantes nos pagamentos dos aposentados e pensionistas. Os serviços essenciais no município foi outro ponto criticado pelos radialistas Marcio Lima e Marcos Cangussú principalmente a secretaria municipal de infraestrutura que tem como titular Fabricio Borges que após as chuvas não consegue recuperar as ruas que foram danificadas com a cidade completamente esburacada. Foram vários os assuntos o governo do estado também recebeu criticas do jornalista Ari Moura quanto a situação em que se encontra as obras do Hospital Prado Valadares e o distrito industrial. As informações que chegaram é que dos últimos programas apresentados na 93-FM este de sábado teria alcançado uma grande audiência. A situação critica em que se encontra Associação Jequieense de Imprensa -AJI foi outro assunto abordado pelos presentes, não se entende porque o atual presidente Emanoel Andrade-Neo não quer entregar a presidência da entidade que enfrenta vários problemas o jornalista Euclides Fernandes ex-presidente da AJI desconhece o mandato de Neo: “O mandato já venceu a muito tempo, ele esta ilegalmente no cargo “-afirmou. Nomes foram apresentados para resolver a situação da entidade que existe a mais de 70 anos.

Participantes do último programa A Semana em Revista de 2017 na 93-FM. (Foto Agência AM)

Deixe uma resposta