Governador desrespeita o Parlamento”, diz Oposição ao abandonar o plenário, durante sessão de abertura dos trabalhos na Assembleia

Não admitiremos que um governador que não respeita o Parlamento venha a Casa dos deputados que é a Casa do povo, e fale em democracia sem respeitar as prerrogativas da lei”. Com essas palavras o líder da Oposição, deputado Leur Lomanto Júnior (MDB), justificou a ausência da Bancada, na abertura dos trabalhos legislativos de 2018. Na tarde de hoje (01/02), a Bancada de Oposição se absteve da presença em plenário, perante a presença do governador Rui Costa (PT), em protesto ao descumprimento de lei, aprovada em 2013, na Casa Legislativa. A lei tornou obrigatório o pagamento das emendas impositivas, que são recursos do Orçamento, apresentados pelos deputados para ajudar os municípios baianos, através de obras e convênios. Ao se retirar do plenário, o deputado estadual Sandro Régis (DEM), acompanhou o discurso do líder ao dizer que: “Não podemos dar legitimidade a uma ação de um gestor que não respeita os projetos votados e aprovados nesta Casa”. Na mesma linha, o deputado Alan Sanches (DEM) complementou: “Estamos sendo cerceados de exercer o mandato legislativo, quando não somos respeitados e mais, quando não se repeita as leis promulgadas pelo Legislativo, portanto, seguindo a orientação da bancada, entendemos que respeito se dá a quem se respeita, e o governador dar noções claras que não respeita nem os deputados nem o povo da Bahia, quando nega esse beneficio adquirido”, enfatizou. Os deputados frisaram que mais uma vez, o governador usa a leitura da mensagem como palanque político.“Compreendemos essa vontade dele em tentar fazer do plenário seu palanque eleitoral, mas é preciso pelo menos que isso seja combinado com o povo, pois a falta de compromisso com a verdade o seu desgoverno já fazendo há muito tempo, afinal já são dez anos de repetição de promessas, nada mais que promessas”, concluiu o deputado Luciano Ribeiro (DEM).

Deixe uma resposta