Brasil participa das Olimpíadas de Inverno 2018.

Não houve momentos arrebatadores como os que ocorreram há quase dois anos no Maracanã, na abertura da Olimpíada Rio-2016, mas a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, deixa uma importante mensagem, com o registro ao final da cerimônia de sexta-feira: o esporte pode ser a melhor arma contra os conflitos políticos. Foi uma cerimônia menor que a do Rio (92 países desfilaram no Estádio Olímpico, contra os 206 do Rio) e a temperatura ambiente de -3°C – com sensação térmica bem abaixo disso – gravou a imagem das duas delegações das Coreias do Norte e do Sul desfilando juntas, fechando a parada das nações. Foi o ponto alto da festa, especialmente pelo simbolismo. Foi a 10ª vez que representantes dos dois países desfilaram lado a lado em um evento esportivo, deixando para trás toda a rivalidade política entre as nações. A última vez que isso ocorreu foi em uma Olimpíada de Inverno, na edição de Turim-2006. O acordo para que a Coreia do Norte participasse da Olimpíada de PyeongChang foi fechado há cerca de um mês. Além do desfile em conjunto, o público ainda pôde vibrar quando duas atletas, uma de cada país, levaram juntas a tocha olímpica até as mãos da patinadora artística sul-coreana Kim Yuna, que tem uma medalha de ouro e outra de prata em Olimpíadas, acender a pira. O Brasil participa com uma delegação de apenas 15 atletas  Integrante da equipe de bobsled, Edson Bindilatti  carregou a bandeira do Brasil durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de PyeongChang 2018. Bindilatti estava à frente dos outros nove atletas brasileiros que estão na Coreia do Sul para as competições. A cerimônia de abertura dos jogos começou às 9 horas de 9 de fevereiro (sexta-feira). Bindilatti é o mais experiente da equipe nacional de bobsled, com participações nos jogos de Salt Lake City 2002, Turim 2006 e Sochi 2014. No esporte, as equipes usam um trenó para tentar bater o melhor tempo em uma pista de gelo. Os atletas brasileiros que participam dos Jogos já estão na Coreia do Sul. A comissão brasileira foi recebida pelo responsável pela Vila Olímpica de PyeongChang, na segunda-feira (05.02.). A bandeira brasileira foi entregue ao prefeito da Vila pelo chefe da delegação, Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve. Um espetáculo muito bonito na abertura das Olimpíadas de Inverno 2018. (Foto Divulgação).                     O Brasil está presente entre as delegações nas Olimpíadas. (Foto Divulgação).

Deixe uma resposta