Presos do Complexo Policial transferidos para Conjunto Penal de Jequié.

Com a determinação do juiz da Vara de Juri e Execuções da Comarca de Jequié, Dr. Valnei Mota os 22 presos que estavam na “carceragem” do Complexo Policial de Jequié, foram transferidos para o Conjunto Penal de Jequié. Como foi noticiado em primeira mão pelo jornalista Ari Moura no programa que ele apresenta na Jequié FM 89,7 ao meio dia, de terça-feira (20.02.) os presos que estavam numa situação sub-humano numa cela para dois a quatro presos, abrigando os 22 que se encontravam naquela situação. A denuncia feita pelo representante do Sindipoc, Agnaldo Cardoso, que procurou a reportagem da Jequié FM o jornalista Ari Moura que viu de perto a situação, o Sr. Francisco Almeida-Franco da Pastoral Carceraria que ligou para Defensoria Pública, com estas atitudes o juiz Dr. Valnei Mota Alves de Souza visitou o Complexo Policial e viu a situação critica dos presos. Os delegados preocupados com a situação não sabia mais o que fazer o coordenador da 9ª Corpin Fabiano Aurich já imaginava deixar o Complexo a noite temendo o pior já que dentro da “cela” tinham elementos de duas facções de Jequié que podiam entrar em confronto a qualquer momento. A decisão do juiz espera-se que a situação seja normalizada e que o Governo do Estado tome providencias urgentes para resolver a situação do Conjunto Penal e do Complexo Policial que necessitam de  melhorias na estrutura para funcionar.A situação na cela do Complexo era insustentável, presos usavam as mesmas garrafas para beber água e urinar. (Foto Whatsapp)
Presos foram transportados num micro-ônibus sobre a proteção da Policia Militar. (Foto jequiéeregião).

Deixe uma resposta