E o avião não decolou…

Mesmo com todo esforço do secretário municipal de administração Jorge Galvão, agora sendo mudado para secretaria municipal de relações institucionais e comunicação social. Não foi conseguido o número de pessoas (cotas) que atende as exigências da empresa aérea para abrir um voo charter entre Salvador/Jequié e vice versa inicialmente uma vez por semana. Foi anunciado que seriam necessárias 56 cotas, o secretário Jorge Galvão visitou várias empresas e empresários de Jequié chegando aproximadamente 60% das cotas, mais não teria passado disso. Como a empresa aérea estipulou um prazo para a resposta, no primeiro momento não foi alcançado, veio um segundo prazo  novamente o número de cotas não teria sido atingido. Veio um silencio sobre o assunto como se fosse mais uma derrota do prefeito de Jequié Sergio da Gameleira que logo no inicio do seu mandato em 2017 assegurava o inicio da operação da empresa aérea entre Jequié a Salvador. Ficou para outra oportunidade.Piloto de aeronave vai ter que esperar sentado os voos Jequié a Salvador. (Foto Agência AM).

Deixe uma resposta