Governo anuncia primeiras medidas para acabar com paralisação dos motoristas de caminhões.

Motoristas junto com sindicalistas, pararam o transito na BR-116 (Rio-Bahia) em vários pontos, na segunda-feira (21.05.) e na terça-feira (22.05.) com promessa de continuar caso o governo não tomar uma posição quanto aos aumentos constantes que estão acontecendo dos combustíveis: gasolina e diesel, inclusive na segunda-feira. Em Jequié os caminhoneiros que estavam passando pela BR-116 tiveram que parar para aderir ao movimento, formando uma grande fila de caminhões e carretas, o transito ficou liberado para os carros de passeio, ônibus e ambulâncias. Na noite de domingo (20.05.) aconteceu um desentendimento entre dois motoristas onde um deles teria puxado uma arma, mas a situação foi controlada pelos outros motoristas. Já na manhã de terça-feira (22.05.) um motorista que dirigia seu caminhão Mercedes-Benz  amarelo, placa policial GVI-1620 de Ipiaú-Bahia, carregado com botijões de gás não quis parar, chegando a fazer disparos de arma de fogo, teve o cabine atingida por pedras. O caminhão foi seguido por uma viatura da CIPE que estava no bairro da Cidade Nova, e o motorista identificado sendo Tarcisio Santos da Silva, que teria entregue a arma mas chegou a ser conduzido ao Complexo Policial de Jequié sendo apresentado a autoridade policial. O Sindicato dos Taxistas de Jequié aderiu ao movimento dos motoristas, e formou barreiras na entrada de Jequié, setor Norte (Suiça) e na Cidade Nova, na tarde de terça-feira foi realizado um movimento pelo centro da cidade convocando outros sindicatos para aderirem ao movimento.

EM BRASILIA:

O governo decidiu cortar tributos para tentar baixar o preço dos combustíveis, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na terça-feira (22.05.). Segundo ele, a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), será zerado.A Cide é cobrada desde maio de 2015, e a alíquota é de R$ 0,10 por litro para a gasolina, e R$ 0,05 por litro para o diesel. Não há cobrança de Cide para o etanol.A decisão teria sido tomada após acordo entre o governo federal, Maia e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Maia usou sua conta no Twitter para anunciar o acerto.Em várias partes do Brasil caminhoneiros pararam as rodovias. (Foto Produção).Em Jequié caminhões ficaram parados em frente das bases de abastecimento de combustíveis. (Foto Agência AM).

Deixe uma resposta