Mapa mostra quase 4 mil assassinatos em abril no Brasil.

Ao menos 3.833 pessoas foram assassinadas no mês de abril deste ano no Brasil. Cinco estados, no entanto, não divulgam o dado, o que compromete a estatística. O índice nacional de homicídios, ferramenta criada pelo G1, permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país. Já são 17.420 vítimas registradas nos primeiros quatro meses deste ano. O número consolidado até agora contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais. O mapa faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.  Desde o início do ano, jornalistas do G1 espalhados pelo país solicitam os dados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O objetivo é, além de antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, cobrar transparência por parte dos governos. Cinco estados (Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Piauí e Tocantins), entretanto, dizem ainda não ter os dados referentes a abril. Além disso, há estado que também não passou números de meses anteriores. Apenas 3 dos 27 governos estaduais não enviaram respostas às questões em vídeo: Bahia, Ceará e Rio de Janeiro. Juntos, eles respondem por mais de 1/4 das mortes violentas no ano passado. E o governador Rui Costa insiste em dizer que a violência na Bahia estaria diminuindo. Que situação!!!

EM JEQUIÉ:

No município de Jequié a violência cresceu nos últimos anos em virtude da disputa entre facções que distribui drogas pela cidade. Apesar dos lideres destes grupos se encontrarem presos no Conjunto Penal de Jequié os assassinatos não diminuíram, a quem diga que a policia tem conhecimento dos envolvidos e como poderia combater, mais porque não faz, ninguém explica. Até o fechamento desta matéria as 10 horas do dia 21.06.2018 o número de mortes em Jequié mesmo os causados na troca de tiros com a policia passam de 40 em menos de 6 meses.
A violência na Bahia continua aumentando e sem previsão que vai diminuir. (Foto Produção).

Deixe uma resposta