Delegacia abre inquérito para investigar incêndio na Assembleia.

O fogo que consumiu o terceiro andar do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia na tarde de sábado (28.07.) foi controlado. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), o volume do fogo e da fumaça “se deu por conta da quantidade elevada de materiais inflamáveis” devido a uma obra no pavimento. A corporação também confirmou que não houve vítimas. Ainda segundo os Bombeiros, ainda não dá para afirmar o que motivou o incêndio. Um curto-circuito pode ter gerado o fogo. Em nota, o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel, lamentou o ocorrido e disse que os trabalhos na Casa não serão interrompidos. “O momento requer calma para análise deste grave incidente. Os trabalhos na casa não irão parar. Já autorizei o remanejamento dos setores atingidos para outras dependências que não foram atingidas. Felizmente, não houve vitimas”, declarou. A Assembleia prometeu fazer um plano de ações depois da perícia que deve apontar as causas do incidente.

INVESTIGAÇÃO:

Um inquérito já foi aberto neste sábado (28.07.) para apurar as causas do incêndio que atingiu o terceiro andar do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia . Investigadores da 11ª Delegacia Territorial (DT/Tancredo Neves) estão no local para colher informações sobre o fato. Uma perícia já foi solicitada, e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) espera liberação dos Bombeiros para iniciar o trabalho. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), os militares autorizarão a entrada dos peritos após diminuição da temperatura interna do local e análise da estrutura física. Conforme o delegado titular da 11ª DT, Thiago Pinto, alguns funcionários prestaram depoimentos preliminares.              Incêndio na Assembleia Legislativa da Bahia será investigado. (Foto Produção).

Deixe uma resposta