Falta de compromisso dos governos estadual e municipal com as estradas.

Já  data de muito tempo a falta de compromisso do Governo do Estado com as estradas que cortam o município de Jequié e desta região. Quantos anos a buraqueira tomou conta da rodovia BA-130 que liga Itagí a BR-330 (36 Km), causando sérios prejuízos aos produtores e as pessoas que precisam utilizar esta rodovia. Pior ainda a situação entre a BR-330 no distrito de Palmeirinha e a sede do município de Aiquara (26 Km) que levou anos nos governos de Jaques Wagner (8 anos) e 3 anos e 4 meses do governo de Rui Costa para ser recuperado (11 anos e 4 meses). E o pior com menos de 3 meses que os serviços foram realizados apresentou defeitos. A BA-547 que liga Jequié a BR-101 passando pelo distrito de Florestal e os municípios de Apuarema, Itamari até Gandú, a queda de uma barreira tomando grande parte da pista á altura de Florestal ficou mais de três meses para que uma equipe do Governo do Estado viesse tirar a terra de cima da pista. Um serviço que pode se chamar de “quebra galho”. Já no município de Jequié a situação não é diferente, mesmo com a recuperação de uma unica estrada vicinal, publicada aqui neste blog, outras tantas estão é péssimo estado de conservação como foi o caso da rodovia Beira Rio passando pela Volta do Rio, Assentamento, Tamarindo até Itajuru. Foi preciso que moradores abrissem valetas impedindo a passagem dos veículos depois do caos com ônibus atolados, a indiferença do secretário municipal de infraestrutura Fabricio Borges que não tem nenhum compromisso com o povo, quem termina pagando o “pato” é o prefeito de Jequié Sergio da Gameleira que recebe as criticas. Uma maquina patrol que se encontra realizando os serviços vai entrar para terceira semana, alegação que as chuvas tem prejudicado os serviços. A estrada que margeia o Rio Jequiezinho, passando pelo aterro sanitário e por várias propriedades rurais, está intransitável. O secretário de pirraça não manda consertar, será que tem alguém na região que ele não gosta? Mas ele é obrigado a realizar os serviços porque quem paga é o povo. Um quadro deprimente, que prejudica a economia do município e causa muitos prejuízos aos proprietários de carros.                                                  Maquina só trabalha quando as chuvas param. (Foto Whatsapp).

 

Deixe uma resposta