Em visita de Haddad, atitude de Rui cria mal-estar e gera rumores de candidatura de Aline.

A passagem do candidato a presidente do PT, Fernando Haddad, e de sua vice Manuela D’Ávila (PCdoB) por Jequié, no sábado (15.09.), terminou com um mal-estar entre o governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT) e o prefeito da cidade, Sérgio da Gameleira (PSB). Segundo relataram ao Bahia Notícias pessoas que acompanharam a caminhada ocorrida pelo município, o socialista se sentiu desprestigiado por Rui, que, durante discurso feito para os participantes do evento, não mencionou Gameleira em nenhum momento, apesar de ter citado até a primeira-dama do estado, Aline Peixoto, nascida na cidade. De acordo com informações obtidas pela reportagem, inicialmente, o prefeito de Jequié havia sido informado que faria um discurso na caminhada, assim como Manuela, Rui e Haddad. No fim das contas, acabou não discursando e também não recebeu nenhum aceno por parte do candidato à reeleição. Algo que chamou atenção também foram as menções consideradas “veementes” que Rui fez à esposa no discurso. O fato intensificou rumores, principalmente por parte de figuras do PSB, de que Aline pode ser candidata à prefeitura de Jequié em 2020. Segundo um relato ouvido pelo BN, o governador apresentou a primeira-dama como uma espécie de “mãe” da cidade. O grande número de pessoas que compareceu no aeroporto e ruas da cidade se deve a mobilização que foi feita em Jequié e vários municípios da região, além do pessoal do MST. Houve um protestos de alunos da UESB, cobrando uma melhor assistência a universidade por parte do governo de Rui Costa,  pessoas que foram “contratadas” para carregar bandeiras, ao final  do evento reclamaram da falta de pagamento (R$ 20,00) e que se quer deram água.                                               Candidatos desfilaram em carro aberto em Jequié. (Foto Produção).

 

Deixe uma resposta