Campo de futebol de várzea patrimônio cultural

Além de aprovar projetos que versam sobre os direitos da mulher e a criação do Fundo Estadual do Trabalho (FET) , os deputados da Assembleia Legislativa da Bahia também votaram pela aprovação, na terça-feira (11.06.), de um projeto que torna  patrimônio cultural da Bahia, campos de futebol de várzea. De autoria do deputado estadual Bobô (PCdoB), o projeto aprovado tenta reconhecer a contribuição dos campos para a construção da identidade e memória de diferentes grupos formadores da sociedade. A tarde também ficou marcada pela aprovação de um projeto do deputado Targino Machado (DEM), que obriga o estado a instalar sinais sonoros para os pedestres em todos os semáforos da Bahia. A ideia, que pretende auxiliar deficientes visuais em travessias, teve constitucionalidade questionada pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Zé Raimundo (PT). O deputado lembrou que cabem aos municípios legislarem sobre os semáforos. Outro projeto aprovado  esse de autoria de Samuel Jr (PDT), proíbe a participação obrigatória de alunos em festejos religiosos promovidos pelas unidades escolares na Bahia.  Os projetos aprovados na terça-feira (11.06.) serão encaminhados para o governador Rui Costa (PT), que decidirá se veta ou transforma em lei as matérias enviadas pelo Legislativo estadual. Campo de Futebol de bairro pode se tornar patrimônio cultural. (Foto Agência AM).

Deixe uma resposta