Justiça suspende obras do Porto Sul em Aritaguá.

O juiz Alex Venicius Miranda, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, determinou a suspensão das obras do Porto Sul nas imediações do distrito de Aritaguá, mais precisamente numa área de pouco mais de 7 hectares que fazia parte da antiga Fazenda Olandi. A liminar, expedida na terça-feira (09.07.), atendeu pedido de quatro famílias proprietárias de imóveis no “Lote 45” (área definida pelo governo estadual) e que até o presente momento não receberam as indenizações. De acordo com as famílias, a Bamin e o governo Rui Costa ameaçam iniciar a obra sem cumprir a determinação da licença ambiental concedida pelo IBAMA, que prevê a necessidade de indenização dos proprietários. Segundo o advogado Luciano Demaria, que representa os autores da ação, cerca de 60 famílias residem ou possuem área no “Lote 45”. A baixa renda prevalece como perfil socioeconômico no grupo ameaçado. O juiz marcou “audiência de justificação” para o dia 21 de agosto de 2019, às 14 horas. A empresa mineradora e o governo estadual deverão apresentar laudos de avaliação das áreas, além de outros documentos. (Matéria do blog do Gusmão).                           Área prevista do Porto Sul, em Aritaguá.(Foto: Google/reprodução.).

Deixe uma resposta