Queimadas, Mirante, Maracás e Guajeru têm decretos por estiagem reconhecidos

As cidades de Maracás, no Vale do Jiquiriçá; Mirante e Guajeru, no sudoeste e Queimadas, na região sisaleira tiveram decretos de emergência reconhecidos na terça-feira (27.08.).  Tanto em Maracás, Mirante e Queimadas, os decretos valem por 180 dias. Apenas em Guajeru, a condição vai vigorar por 120 dias. Das quatro cidades, Queimadas é a que mais sofre com a falta de água. Conforme dados enviados pela prefeitura queimadense à Defesa Civil do Estado [Sudec] toda a população local – de 24,6 mil, segundo último censo do IBGE – está afetada. Em termos relativos, Mirante é a segunda da lista com maior população com prejuízos causados pela estiagem, 82,8%, ou 8,7 mil dos 10,5 mil moradores. Já Guajeru registra 23,3% de prejudicados, ou 2,4 mil de 10,4 mil da população da cidade. Por fim, em Maracás são 22,6% moradores atingidos pela estiagem, 5,5 mil dos 24,6 mil habitantes. Com os decretos em vigor, as cidades podem realizar contratos sem necessidade de licitação e obter ajuda via carros-pipa. Queimadas, Mirante, Maracás e Guajeru têm decretos por estiagem reconhecidos

                  Em Queimadas o chão secou de tudo (/Foto: Reprodução / Google Maps).

Deixe uma resposta