A SEMANA

Estamos no nono mês do ano de 2019-Setembro, segundo semestre passados 2 meses e dias e ainda não estamos vendo nenhum programa do Governo Federal. O presidente Jair Bolsonaro determinando os cortes nas despesas querendo enxugar a folha de pagamento, segundo ele para poder fazer aplicações em obras. Mas tudo sem um programa de governo que tenha sido elaborado antes do inicio do governo. Lamentável! A questão das queimadas continuou, a presença das forças armadas ainda não conseguiu diminuir as ações de quem quer derrubar as matas e abrir os campos. Que situação! Presidente passa por mais um processo cirúrgico, a facada que ele foi vitima durante a campanha eleitoral, atingiu um lugar muito perigoso do organismo do presidente que vem lhe causando estes contra tempos e com riscos. Como sempre disse tenho minhas desconfianças quanto pesquisas que são realizadas, principalmente nos períodos políticos, onde já foram constatados erros gritantes inclusive aqui na Bahia. E falando em Bahia o governador Rui Costa vai “beliscando” aqui e acolá com pequenas obras nos municípios preparando o campo para as eleições de 2020. Uma pratica que foi implantada pelo falecido Antonio Carlos Magalhães que conseguiu dominar a politica na Bahia por muito tempo (16), e o governador atual que é do PT que condenava naquela época essa pratica hoje faz igualzinho. Ouvi falar na semana que passou que os cargos que existem do estado no município de Jequié foram “rateados” entre os deputados federais e estaduais ligados ao governo do estado, outra pratica que vem da época de ACM e seus liderados, como tinha discussões para saber quem iria ficar com esse ou aquele cargo. Critérios profissionais e técnicos estão longes na hora das escolhas o resultado são órgãos funcionando de forma improvisada. Nos cargos da primeira dama Aline Peixoto ninguém bota a mão, quem é doido! Em Jequié um teste de popularidade foi mostrado no sábado 7 de Setembro com o desfile cívico com a presença do prefeito Sergio da Gameleira no palanque. E continuam as especulações sobre nomes que surgem como prováveis candidatos a prefeito de Jequié em 2020. Nenhuma pesquisa oficial foi divulgada até agora mas o cenário está em aberto para 2020 e existe um distanciamento do jequieense da política. “A um ano do início da propaganda eleitoral, a disputa em Jequié está totalmente em aberto e ainda é muito cedo para qualquer prognóstico. Seguramente, o principal dado seria de uma pesquisa confiável, em termos eleitorais, talvez seja o fato do jequieense não ver com bons olhos a política”, afirmou um politico experiente que não quer ser identificado. Tenham todos uma ótima semana e muita saúde…

Deixe uma resposta