Itagí tem uma Central de Imagem. E a de Jequié, o que aconteceu?

Este blog publicou matéria a semana passada em que o município de Itagí registrou a instalação de uma central de  Imagens Diagnósticas. O que vem a ser uma central de imagem- é o serviço de imagens da instituição, que compõe e contribui para a elucidação do diagnóstico de seus clientes. Possui equipamentos de alta tecnologia e profissionais das áreas médica, técnica e de atendimento altamente capacitados e treinados, resultando assim em diagnósticos precisos e agilidade nos resultados. O corpo clínico da Central de Imagens Diagnósticas conta com profissionais experientes e com formação de alto nível técnico, disponibilizando para seus clientes vários exames. Foi o que disse a reportagem o prefeito de Itagí, Olival Andrade afirmando que era a unica da região e estava pronta para atender pacientes de todos os municípios. Normalmente uma Central de Imagens atende:

  • Densitometria Óssea;
  • Mamografia Digital;
  • Medicina Nuclear – Cintilografia;
  • Radiologia Digital;
  • Ressonância Magnética;
  • Tomografia Computadorizada;
  • Ultrassonografia com Doppler.
  • O que causou surpresa a reportagem deste blog é que passados mais de 16 anos uma Central de Imagem que foi destinada para o município de Jequié através do Ministério da Saúde, com recursos depositados na conta da Prefeitura Municipal (mais de R$ 900 mil reais), até hoje não foi construída, restando apenas fundações no meio do mato (fotos) próximo ao prédio do executivo municipal no Centro Cívico. Isso aconteceu na administração do prefeito Roberto Britto que não deu nenhuma explicação sombre os recursos que vieram para a construção.O que aconteceu?Fundação no meio do mato onde seria uma Central de Imagem. (Foto Agências AM)Paredes onde seria a Central de Imagem em Jequié, que nunca terminou. (Foto Agência AM).

Deixe uma resposta