Palanque politico esquenta em Jequié.

O afastamento do prefeito de Jequié Sergio da Gameleira do cargo por 5 dias, serviu como estopim para esquentar a disputa politica. Mesmo com a mudança da data das eleições para o mês de novembro (15), os políticos em Jequié estão numa disputa de bastidores que mete mais vergonha ainda para o povo. O “grupo” do prefeito Sergio da Gameleira é o mais fraco, porque não consegue emplacar um nome para sucede-lo e o pior mesmo com o apoio do deputado estadual Euclides Fernandes que também está sem candidato. O grupo do deputado federal Antonio Brito perdido igual ” a cego em tiroteio”, não sabe para onde correr, tenta a todos os custos emplacar o nome do seu cunhado Alexandre Iossef, mas em qualquer pesquisa séria ele não emplaca fica a segunda opção que seria o medico Fernando Viera mas o deputado Brito não mostra muita confiança nele. Um verdadeiro aproveitador de momentos como aconteceu agora com o afastamento do prefeito de Jequié ele usou uma fala de Gameleira e jogou na rua. O deputado federal Leur Lomanto Júnior definiu pelo apoio ao nome do deputado estadual Zenildo Brandão-Zé Cocá. O ex-deputado Roberto Britto, sempre usa aliados para colocar nas redes sociais, que ele pode voltar a politica de Jequié, mas sabe que ele não consegue se eleger a vereador, quanto mais. Fora da politica a muito tempo a família Borges hoje esta sem força, o ex-senador e governador da Bahia Cesar Borges, lavou as mãos, seu irmão Borginho não quer participar de nada. Os nomes que surgiram até agora como prováveis candidatos a prefeito de Jequié não empolgou a ninguém, inclusive estão a margem das discussões do momento.  No meio das discussões politicas ofensas de todas as partes, acusações graves, o que chama atenção da imprensa e do povo para saber como vai escolher o próximo prefeito.          Município de Jequié esta vivendo um clima de tensão politica. (Foto Agência AM).

Deixe uma resposta