OBITUÁRIO: Morre Wando do Café Preferido.

Uma semana muito triste no municipio de Jequié com as mortes que estão sendo registradas. A nova coronavírus não escolhe a quem infecta e leva a óbito, são na sua maioria pessoas acima dos 60 anos de idade, mas não quer dizer que em outras faixas etárias também não morrem, o boletim epidemiológico do dia 30 de julho traz 81 mortes em Jequié. Familiares e amigos de Evangivaldo Barreto Souza, 62 anos, Wando do Café Preferido receberam com muita tristeza a noticia de sua morte ocorrida no final da tarde de quinta-feira (30.07.) ele que se encontrava internado no HGPV com um outro problema de saúde. Wando casado com dona Tânia Maria formavam o casal do Café Preferido localizado no centro da cidade á Rua Presidente Dutra. Centenas de pessoas que saem mais cedo para trabalhar, tem como ponto certo o Café Preferido, para quebrar o jejum de todas as manhãs, que estava sempre aberto cedo antes desta pandemia. Nestes últimos 100 dias ainda se viu uma das portas do café aberto e lá estava Wando para dar atenção aos seus clientes, é um ponto de encontros inclusive para profissionais da imprensa, capitaneados por Wilson Novaes Júnior que já residiu próximo e tinha uma amizade mais antiga com Wando. Toni Silva hoje na Radio Sociedade ao tomar conhecimento da morte se manifestou muito triste, o jornalista Ari Moura também:”Foi por muito tempo meu ponto para o café da manhã e meus filhos gostam dos pasteis” É mais um pai de família, um amigo que parte em Jequié deixando uma grande lacuna.Junior Mascote, Ari Moura, Eder Ramos, Wando (seta) e Wilson Novaes Júnior. (Foto Agência AM)

Deixe uma resposta