Operação da PF afasta prefeito de Jequié por 60 dias.

Mas uma operação realizada pela Policia Federal no município de Jequié neste ano de 2020, culminou com o afastamento do cargo o prefeito Sergio da Gameleira. Acusado de vários desmandos á frente da Prefeitura, ele está no último ano de um desgoverno que está sendo marcado por várias denuncias por parte de alguns vereadores que nesta gestão até estiveram ao lado dele, mas não concordaram com o que vinha sendo feito. Desde o primeiro ano (2017) que Sergio da Gameleira já mostrava claramente que não iria conseguir governar o município de Jequié com exatidão, logo quando escolheu secretários que na opinião pública, não mereciam confiança. Não deu outra alguns foram substituídos, mesmo pela própria vontade, outros ainda permaneceram nos cargos e depois saíram  um outro permanece até hoje causando “estragos” para o município e para o próprio prefeito. A Policia Federal voltou a Jequié nas primeiras horas de terça-feira (15.09.), com agentes e viaturas indo a vários pontos da cidade na porta de funcionários da Prefeitura pessoas ligadas a uma cooperativa, residencia do prefeito, e no prédio da Prefeitura. A cidade foi acordada com a noticia, através das emissoras de rádio, destacando o trabalho realizado pelo jornalista Souza Andrade e o repórter Dell Santos da Jequié FM 89,7. Após a análise pela Polícia Federal do Pregão Presencial 016/2018, apurou-se que o município de Jequié celebrou com a “Cooperativa” um contrato com valor de R$ 29.264.658,72 (vinte e nove milhões, duzentos e sessenta e quatro mil, seiscentos e cinquenta e oito reais e setenta e dois centavos), para o fornecimento de profissionais para todas as secretarias do município. Denuncias que foram feitas por vereadores de Jequié.Agentes da Policia Federal bateu cedo na porta do prefeito Sergio da Gameleira. (Foto Produção PF).

Redação

Deixe uma resposta