Museu de Imprensa inicia agendamento de visitas com entrada gratuita

Reaberto nos 90 anos da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), o Museu de Imprensa começou a agendar visitas a partir do dia 31 de agosto, data que coincidiu com a eleição da nova diretoria da ABI. A reabertura em caráter restritivo visa atender às medidas de isolamento social e combate ao novo coronavírus. O primeiro mês terá entrada gratuita e as visitas devem ser agendadas através do endereço de e-mail: <museu@abi-bahia.org.br>.  O novo equipamento cultural entregue pela ABI à sociedade foi instalado no térreo do Ed. Ranulfo Oliveira, sede da instituição, na Praça da Sé (Centro Histórico de Salvador). Na exposição especial de reabertura, cuja curadoria é assinada pelo jornalista e pesquisador Nelson Cadena, o público poderá conferir os painéis com a história da ABI e dos meios impresso, radiofônico e televisivo na Bahia. A mostra traz ainda instrumentos de trabalho jornalístico antigos, como máquinas de datilografia, equipamentos de som e rádio. A programação visual da exposição e do Museu foi realizada por Enéas Guerra e Valéria Pergentino, da Solisluna. A reprodução das fotos é do fotógrafo Nilton Souza. A museóloga Renata Ramos ressalta a relevância da cultura museística. “O papel do museu é resgatar e reconhecer o Patrimônio Material e Imaterial da sociedade baiana, valorizando suas formas de fazer e viver a cultura”, analisa a responsável pelo Museu e pelo Laboratório de Conservação e Restauro da instituição. Ao lado da técnica em restauro Marilene Rosa, Renata realiza todas as intervenções referentes à conservação, restauração e tratamento arquivístico da rara documentação da imprensa baiana sob tutela da ABI. A expectativa é grande para que o Museu seja aberto ao público. “Esperamos que tenha bastante visitação, com o devido respeito às medidas de controle da pandemia. Eu estou sonhando com esse Museu agitado, em efervescência. A gente está adotando os protocolos da Prefeitura de Salvador e de todos órgãos de saúde”, garante. A museóloga destaca que foram adotadas placas informativas e uma estratégia para que a visita seja feita com agendamento. Seguindo as recomendações do Sistema Brasileiro de Museus (SBM), do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e do Ministério do Turismo, os visitantes terão temperatura aferida na entrada do equipamento cultural, bem como terão que atender aos protocolos gerais de distanciamento, usar máscaras, álcool em gel que será disponibilizado pela entidade e evitar proximidade com os demais visitantes e painéis expositivos.

Equipamento cultural foi reaberto como parte das comemorações dos 90 anos da ABI ( Foto: Fábio Marconi).

Redação

Deixe uma resposta