Erro da CHESF na vazão da Barragem de Pedras, pode prejudicar produtores.

As primeiras informações chegadas para este blog na manhã de segunda-feira (30.11.) dando conta sobre a defluência (vazão) promovida pela CHESF no reservatório da barragem de Pedras, nos últimos dias e ainda continua. Pode trazer sérios problemas para os produtores que estão no entorno do lago, que estava recebendo uma quantidade de águas com as últimas chuvas, mais que baixou muito o nível depois que a CHESF promoveu a vazão acima do que seria o normal. Informando através de Carta/Ofício aos órgãos oficiais (Prefeituras, Comitê e outros…), de que existia a necessidade de aumentar a defluência porque o nível das águas teria chegado a cota máxima de segurança de 65% do volume útil (VU). O que a reportagem deste blog procurou apurar é que em outras épocas não teve essa necessidade e a situação ficou sobre controle. Chegar aos 400m³/s foi um exagero e estava programado chegar aos 500m³/s mas deram “última forma” porque notaram que não havia essa necessidade. Agora corrigir o erro cometido não tem como o nível das águas baixou muito, não existe no momento previsão de chuvas na região que possa colocar novamente a barragem na sua capacidade máxima de segurança e pode se repetir o que aconteceu em 2009 quando retiraram muita água da barragem de Pedras alegando  necessidades para execução de serviços de manutenção na parede da barragem  prejudicou centenas de produtores e levou 4 anos para ter chuvas que recuperasse um pouco o nível.

Nível das águas na Barragem de Pedras em Jequié baixou muito. (Foto Reprodução).

 

Redação

Deixe uma resposta