Solidão dos colégios públicos na Bahia

Não muito diferente do resto do Brasil, os colégio públicos na Bahia estão chegando aos 10 meses que estão fechados numa imagem de total solidão. Com seus portões fechados onde apenas alguns poucos funcionários tem acesso, os colégios públicos passam por um momento nunca visto na historia da educação da Bahia, onde o governo do estado está sem saber o que fazer. Por um lado o secretário de saúde assustado com o número de pessoas contaminados com a coronavirus além dos óbitos. Por outro lado o governador do estado Rui Costa tendo que assinar decretos adiando os dias para inicio das aulas porque nesta situação não tem como povoar as escolas públicas. Estão aguardando a vacina como se fosse a salvação da pátria mas todos tem consciência que não vai ser tão fácil assim como muitos pensam, alternativas estão sendo procuradas mais nenhuma que possa dar garantias que a população estudantil, professores e funcionários não estarão correndo sérios riscos de pegar a nova Covid 19. Enquanto isso ficamos do lado de fora a ver os prédios das escolas fechadas num visual triste de lembranças das presenças dos estudantes pelos corredores ou entrando e saindo das escolas. Até quando?

Corredores do Colégio Modelo Luiz Eduardo Magalhães em Jequié vazios. (Foto Agência AM).

Redação

Deixe uma resposta