Lafaiete Coutinho: Justiça nega cassação de prefeito reeleito; vereador será investigado

Uma sentença indeferiu um pedido de cassação do prefeito reeleito de Lafaiete Coutinho, no Vale do Jiquiriçá, José Freitas de Santana Júnior, o “João Véi” (PP). A decisão, que livra também o vice Hélio Romão dos Santos, foi tomada nesta quarta-feira (21) pela juíza da 23ª Zona Eleitoral, em Jequié, Ivana Pinto Luz. João Véi foi acusado de abuso de autoridade e poder político por promover um “adesivaço” em um espaço municipal, o Parque do Vaqueiro. A ação, movida pelo candidato derrotado nas eleições, Orlando Cardoso, afirmava ainda que o então prefeito se utilizava de um campo de futebol, dentro do parque, para promoção da campanha, sem autorização para usar o mesmo. Segundo a sentença, não ficou provado que o local tenha sido usado como apontaram os denunciantes, já que testemunhas disseram que a entrada e a circulação no espaço não dependem de autorização pública e é de livre acesso. A juíza também declarou que não ficou atestado que o prefeito usou as redes sociais da gestão para se promover. No mesmo texto, a magistrada manifestou a necessidade de apurar a conduta de um vereador, ainda não identificado, que teria forjado “a existência de corrente/cadeado na entrada do campo de futebol para manipular as provas”. (matéria blog  bahianoticias).

Prefeito de Lafaiete Coutinho “João Vei” é inocentado em processo. (Foto reprodução).

Redação

Deixe uma resposta