Esportes coletivos continuam proibidos conforme decreto municipal.

D E C R E T O N.º 22.676- EM 10 DE MAIO DE 2021.
INSTITUI MEDIDAS RESTRITIVAS,
RECOMENDATIVAS E COMPLEMENTARES
DE PREVENÇÃO AO CONTÁGIO E DE
ENFRENTAMENTO DA PROPAGAÇÃO DO
NOVO CORONAVÍRUS, E DÁ OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.

Esse é o decreto municipal que proíbe a prática de esportes coletivos no municipio de Jequié, permaneciendo por mais de 9 meses. Assinado pelo prefeito de Jequié Zé Cocá no dia 10 de maio, os pedidos feitos por diretorias dos clubes sociais não foi mais uma vez atendidos, em detrimento ao que vem acontecendo em vários bairros, povoados e distritos do municipio onde o futebol que é um esporte coletivo vem sendo praticado sem nenhum impedimento. O presidente da Associação Atlética Banco do Brasil – AABB de Jequié Renato Ribeiro não entende os critérios do decreto que deixa claro no seu artigo 1º no inciso XXXIX – Academias de ginástica, artes marciais e de dança de acordo com
protocolo de funcionamento (ANEXO II), deverá respeitar a lotação de 50%;
XL – Clubes sociais, recreativos e desportivos (Exceto atividades esportivas
coletivas, a exemplo futebol, vôlei e afins, conforme anexo com alterações);
XLI- Bancos, Financeiras e lotéricas;
XLII- Empresas destinada a treinamento em desenvolvimento profissional e
gerencial; (ANEXO VI), que é proibido. Porque então pode nos campos de futebol (foto) e nos clubes sociais não pode? Fica o registro para ser apurado pelo setor competente da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela fiscalização.

Babas acontecem em campos de futebol nos bairros de Jequié. (Foto Whatsapp).

E os babas acontecem de dia e a noite com refletores acessos para todo mundo ver. (Foto Whatsapp).

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho anuncie neste blog arimoura.com.br.

Redação

Deixe uma resposta