Governador da Bahia quer vender patrimônios do estado.

Está ficando bastante claro e transparente que o Governo do Estado (leia-se governador Rui Costa), está querendo vender patrimonios do governo inclusive históricos como o Palacio Rio Branco (Foto) que serviu por muitos anos como sede do Governo da Bahia a exemplo de Luiz Viana e Lomanto Júnior. Centro de Convenções, Terminal Rodoviário, Detran e outros… O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou a suspensão imediata do processo de licitação do Palácio Rio Branco, localizado na praça Tomé de Souza, em Salvador. O processo de licitação tem abertura prevista para quinta-feira (20.01.) e a recomendação do MP-BA é que ela seja suspensa pelo prazo prorrogável de 30 dias. Se não bastassem as mudanças de nomes de colegios pelo interior do estado, a exemplo em Jequié quando foi tirado o nome do deputado federal Luiz Eduardo Magalhães (falecido) para Paulo Freire do colégio Modelo. As vendas destes patrimônios mostra que a situação financeira do estado não deve está nada boa, quem for assumir o governo em 1º de janeiro de 2023 vai enfrentar sérias dificuldades. O congelamento dos salários dos servidores efetivos, aposentados, a situação do planserv, emprestimos para serem pagos nos proximos ano, tudo isso mostra claramente o que pode está acontecendo. Quem viver verá.

Palácio Rio Branco em Salvador entra no rol dos patrimonios do estado para ser vendido. (Foto Reprodução).

Redação

Deixe uma resposta